GameZone Brasil
Forum em Construção - Aguarde as novidades que vem por ai!!


O Seu Portal de Games Online!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Burnout Paradise - Review

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Zeus
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 75
Data de inscrição : 13/05/2009
Idade : 25
Localização : Maceió - AL

MensagemAssunto: Burnout Paradise - Review   Sab 16 Maio 2009, 00:44

Burnout Paradise é o sétimo jogo da famosíssima série. Série essa que em termos de fama só fica devendo para Need for Speed.
Quem já possuiu ou jogou um Playstation com certeza já jogou ou pelo menos ouviu falar em Burnout. Porém foi apenas esse ano que a série deu as caras no PC, que seja muito bem vinda.
O game foi desenvolvido pela Criterion Games, estúdio responsável por todos os games da série, e distribuído pela EA Games.
Burnout Paradise foi lançado em Janeiro de 2008 para Xbox 360 e PS3, porém só chegou no PC em Fevereiro desse ano. O game ganhou uma das menores censuras da PEGI, para maiores de 3 anos. Talvez baixo demais para um game tão voltado a destruição, mas quem sou eu para julgar.

Caixa do jogo:

Caixa da versão Ultimate Box:


- História: ---------------------------------------------------------------------------------------------

História, que história? Isso aqui é um jogo de corrida onde o único objetivo é chegar em primeiro. Se quer uma boa trama já jogar Fallout 3, Dead Space, Knights of the Old Republic 1 e 2, FEAR ou Bioshock.

- Gráficos e Requisitos: ---------------------------------------------------------------------------------------------

Gostaria inicialmente de parabenizar a Criterion Games pela ótima migração do game ao PC. Depois de Saint Row 2 (review aqui) e GTA IV (próximo review) é bom saber que ainda existem empresas que se preocupam com a imagem de seus títulos ao fazer migrações.

Burnout Paradise não chega a ser um Dead Space ou Gears of War, onde os estúdios conseguiram melhorar graficamente as já bem feitas versões dos consoles e trazer para o PC. Mas em contrapartida tudo o que você viu e gostou tanto no PS3 quando no Xbox 360 está presente no PC, inclusive sua leveza.

Ótimo uso do Monitor Blur:


O game não é perfeito graficamente, longe disso, possui problemas de serrilhado nas bordas e os efeitos de luz, sombra e reflexo poderiam ser bem melhores, mas você se esquece disso assim que começa a jogar. Burnout é um game bastante leve, quem diria que um jogo de corrida pudesse ser lançado no PC em 2009 onde o requerimento recomendado pela empresa é um “mero Pentium 4”?

Serrilhado na textura:


Outro elemento que impressiona em Burnout Paradise é a utilização da física. Como sabem os fãs a série, Burnout é famoso pelo seu estilo arcade onde o que importa é chegar na frente, preferencialmente destruindo completamente os adversários. É exatamente nesse local onde a física se encaixa, tornando as constantes colisões bem realistas agregando ao game um misto de diversão e dificuldade.

Com o novo sistema físico é divertido até bater na parede:


Para fazer isso a Criterion Game utilizou uma versão modificada da bastante madura engine RenderWare. Engine essa responsável por games como GTA 3, Mortal Kombat e até Sims 3.

Para quem não sabe a RenderWare foi uma das engines mais importantes da história da Sony. Quando o PS2 foi lançado muita gente reclamava da imensa dificuldade em trabalhar com o mesmo (exatamente como o PS3). Então a Criterion Games conseguiu desenvolver uma engine bem simples que foi comumente apelidada de “Sony’s DirectX”. Não seria exagero nenhum em afirmar que parte do sucesso comercial do PS2 se deve ao RenderWare.

Atalhos:


É claro que esse motor gráfico sofreu várias atualizações desde sua estréia, mas infelizmente as informações que eu tenho é que foi descontinuado pela EA, a licença do RenderWare não pode ser mais comprada, estão apenas honrando contratos já assinados. Bing Gordon, executivo da EA, afirmou que apesar do passado épico do RenderWare, sua última versão não conseguia competir de igual para igual com a Epic Games nas plataformas next-gen, por isso foi descontinuado para o desenvolvimento de outro motor gráfico.

Não há nada como carro novo:


Infelizmente sou forçado a concordar com Bing, apesar das qualidades do RenderWare e do Burnout Paradise ele simplesmente não pode ser comparado graficamente a um Race Driver GRID, por exemplo. Apesar de Burnout ser um game mais novo que GRID a impressão que temos é exatamente o contrário.

Felizmente o Wii provou para todos que diversão não depende de gráficos de altíssima qualidade.

Requerimento Recomendado: ---------------------------------------------------------------------------------------------

- Windows XP/ Vista.
- 2.8 GHz Intel Pentium 4 (3.2 para o Vista).
- 1 GB de memória (1.5GB para o Vista).
- 128 MB 3D Video Card com Shader Model 3.0
- 4 GB de HD (mais precisa de 8.4GB durante a instalação, devido aos arquivos temporários).
- Place de som compatível com DirectX 9.0c 16-bit.

- Som: ---------------------------------------------------------------------------------------------

Games de corrida, junto com First-Person Shooters, são os maiores dependentes de efeitos sonoros com ótima qualidade técnica. Como a câmera aponta apenas para sua frente o jogador fica completamente dependente do áudio para ter idéia dos acontecimentos que se passam ao redor.

Em um bom jogo de corrida, assim como um bom FPS você deve poder distinguir a localização do seu adversário apenas pelo áudio, fazendo uso de sistema 5.1 virtual ou físico. Felizmente Burnout Paradise consegue cumprir bem esse papel, você não sentirá falta de retrovisores, é possível se guiar apenas pelo som dos adversários.

Mas para isso Burnout utilizou um truque “barato”, porém muito eficaz. Todo e qualquer som que não seja proveniente do seu carro ou do adversário não é reproduzido, então apesar de você correr em uma cidade com tráfego intenso
você não escutará nenhum som ambiente.

[center]

Acredito que o responsável por essa “falha” seja a trilha sonora. Em games onde o jogador precisa saber a localização dos adversários pelo som a trilha sonora pode ser sua pior inimiga, distraindo-o.

Burnout Paradise conta com uma ótima trilha sonora com clássicos do Soundgarden, Smashing Pumpkins, Alice In Chains e muitos outros. Portanto deveria ficar completamente inviável manter a trilha sonora, som ambiente dos outros veículos e ainda permitir ao jogador capacidade de localização. Algo deveria ser cortado, sobrou pro ambiente.

Se essa foi ou não uma escolha correta eu não tenho certeza. Apenas sei que quando começa a tocar Epic de Faith No More eu aumento muito o volume.

- Jogabilidade: ---------------------------------------------------------------------------------------------

Como todos sabem Burnout é o exemplo perfeito de um game de corrida arcade, voltado unicamente à diversão, então não espere encontrar o mesmo nível de complexidade de configuração ou realismo de um GRID ou RACE.

É preciso fazer essa premissa por que o estilo arcade dita tudo em Burnout. O game conta com os mais diversos tipos de corridas, vão desde competições normais até algo como um “survival mode”, onde você precisa chegar a um determinado local antes que seus adversários consigam destruí-lo.

Tentando sobreviver ao “survival mode”:

[center]


Até então nada do que falei é novidade, já que essas são as características da série. O que Burnout Paradise trás de novo é o seu cenário, ao contrário dos games passados nessa versão você tem mais liberdade, pois você tem disponível toda a Liberty City. O game segue o estilo de Need for Speed: Underground 2, onde você pode explorar como quiser uma enorme cidade.

Outra novidade da série é a possibilidade de utilizar motocicletas, infelizmente elas ainda não estão à altura dos veículos em termos de variedades e estilos.

Mas ao contrário de Underground 2 Burnout é mais prático e divertido, já que para participar de um evento basta parar no primeiro semáforo que você encontrar, praticamente toda esquina existe um desafio novo para o jogador. Tudo em Burnout Paradise é bastante simplificado, você não precisa se preocupar em comprar carros, reparo, sentido da corrida, nitro ou qualquer outra coisa a não ser correr.

- Conclusão: ---------------------------------------------------------------------------------------------
Burnout Paradise é um game perfeito para os jogadores fãs do estilo arcade, aqueles que gostam de jogos de corridas divertidos, que possa ser jogado sem dispor de muito tempo.

Porém gamers que preferem o estilo simulador, ou games mais realistas não precisaram abandonar o seu GRID, que na minha opinião ainda continua sendo o melhor do estilo.

Uma coisa é certa, Need for Speed não está fazendo a menor falta.

- Notas: ---------------------------------------------------------------------------------------------

Gráficos: 8.5
Diversão: 9.0
Jogabilidade: 8.5
Som: 8.5
História: -

Nota Final: 8.6

Fonte: http://www.forumpcs.com.br/viewtopic.php?t=251973

_________________


Administrador GameZone Brasil
contato@gamezonebrasil.com.br
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.gamezonebrasil.com.br
 
Burnout Paradise - Review
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Fuerteventura - Sim Giants (Review de Duley)
» [Review] God of War III
» Review PS Move
» Coolsky DC-9 Classic (Review de Fontenele)
» FTX Global Base Pack (Review de Rodrigo Sotto-Maior)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
GameZone Brasil :: Jogos :: Reviews-
Ir para: